Notícias da Web

Festa de Emancipação de Abreu e Lima com inaugurações

 

Os 36 anos de emancipação de Abreu e Lima foram comemorados com vários eventos, desde o início do mês, culminando com o corte do bolo na Praça São José, no dia 14. Ao longo deste mês, a gestão municipal promoveu a inauguração de praça e quadra esportiva, seminário sobre saúde mental, entrega de medalhas de honra ao mérito e várias atividades culturais.

No dia 14, na Praça São José, as atividades começaram logo cedo, com a cerimônia de hasteamento da bandeira. Em seguida aconteceu o corte do bolo de 120Kg, que foi distribuído à população. Ao longo do dia aconteceram missa de ações e graças, culto evangélico, entrega da Medalha do Mérito Cultural José Carlos da Silva (Boy) e a inauguração da quadra do Sesc no Alto São Miguel.

No dia 10, foi inaugurada, com a presença do governador Paulo Câmara, a quadra poliesportiva do Planalto, junto com uma praça. Na ocasião, o governador assinou a liberação de recursos para a reconstrução da Escola Auta Araújo, no Fosfato, e para a reforma da nova feira da cidade.

No dia 12, foi realizado o 2º Passeio Ciclístico Ecológico na estrada de Jaguaribe. No Mercado Municipal, foi lançado o Centro de Artes, Artesanato e Informações Turísticas para os turistas e munícipes. Já na Praça São José, o Arte na Praça e a Campanha de Vacinação mantiveram o ritmo da festividade.

“Apesar das dificuldades que estamos enfrentando, com a queda na arrecadação, motivada pela crise que assola o país, temos muito a comemorar. Além das obras que inauguramos neste mês festivo, vamos concluir, em parceria com o Governo do Estado, outras obras de grande importância para o nosso município”, afirmou o prefeito Marcos José.

 

História

 

A história de Abreu e Lima tem início em 1540, com a povoação da Sesmaria de Jaguaribe, desmembramento da Capitania de Pernambuco feito pelo Donatário Duarte Coelho Pereira. Em 1548, o almoxarife-mor de Pernambuco, Vasco Fernandes de Lucena, fundou o Engenho Jaguaribe, embrião que deu origem à cidade. Chamada inicialmente de Maricota, que, segundo a tradição oral, tratava-se de uma senhora muito conhecida entre os habitantes locais, o distrito recebeu a denominação de Abreu e Lima em 24 de dezembro de 1948, em homenagem a José Inácio de Abreu e Lima, notável político, escritor, jornalista e general, que lutou quatorze anos ao lado de Simón Bolívar, um dos heróis da Independência da Venezuela. Após passar cerca de 400 anos sob o domínio de Igarassu e outros 47 de Paulista, em 14 de maio de 1982 tornou-se município autônomo.


COLUNAS


OPINIÃO