Notícias da Web

GR NAS RUAS - FERNANDO MELO

Setembro de 2017

 

IGARASSU

 

O leitor João Henrique dos Santos lamenta a situação de abandono que se encontra a praça de Cruz do Rebouças. Muitos brinquedos quebrados, mato, alguns áreas sem iluminação. A praça virou um local apropriado para o consumo de drogas e assaltos. As melhorias só acontecem no período da festa, depois o local fica esquecido.

 

ABREU E LIMA

BRT continua sem parar na cidade

Entra ano e sai ano e os veículos do BRT não param em Abreu e Lima. Concebido há três anos, para a Copa do Mundo de Futebol, a modalidade de transporte atinge Igarassu, onde tem apenas uma parada, próxima à entrada de Monjope, antes de chegar ao Terminal Integrada de Passageiros. Lamentável que esse descaso perdure por tantos anos. Onde estão os vereadores, representantes do povo, que não promovem atos públicos para chamar a atenção das autoridades responsáveis pelo transporte coletivo na Região Metropolitana do Recife?

Damião Costa Albuquerque, Abreu e Lima.

 

PAULISTA

 

 

A Prefeitura de Paulista instalou câmeras de videomonitoramento em algumas ruas do centro da cidade para flagrar infrações, como estacionamento irregular, conversão em local proibido, fila dupla, motociclistas sem capacete ou realizando manobras perigosas. As vias públicas onde estão instaladas as câmeras foram sinalizadas para facilitar a identificação.

 

Buracos na estrada de Manepá

Está insuportável transitar pela estrada de Manepá, que liga as rodovias PE-01 e PE-22. São tantos buracos que os motoristas andam em ziguezague, o que causa insegurança e ainda danificam os veículos. Com a diminuição das chuvas, está na hora da Prefeitura do Paulista começar a recuperar a via, que é de grande movimento de veículos, principalmente de ônibus. Operação tapa-buraco não resolve. Tem que consertar o piso, do contrário os buracos não resistirão a um mês de tráfego.

 

OLINDA

Comerciantes da orla marítima de Olinda andam aborrecidos com os cavalos soltos pela areia da praia, tomando banho de mar e correndo entre as mesas dos banhistas. Os frequentadores também não suportam mais dividir a praia com os animais de grande porte.



COLUNAS


OPINIÃO