Notícias da Web

Prefeitos assumem mandato prometendo austeridade

Primeiro de janeiro não é um dia apropriado para a posse de governantes. Após as comemorações do ano novo, que varam a madrugada, fica difícil disfarçar o sono em solenidades. Mas a Lei obriga. Prefeitos e vereadores tomaram posse em seus cargos em meio a comemorações de familiares, correligionários e funcionários públicos. A cidade de Itapissuma destoou das demais. Lá a posse do prefeito José Tenório Filho (Zé de irmã Têca), do PSD, a vice Irmã Elionilda e onze vereadores aconteceu a uma hora da manhã.

Em Paulista, o prefeito Junior Matuto (PSB) foi reconduzido ao cargo em cerimônia no Clube Municipal do Nobre, junto com o vice-prefeito Jorge Carrero e 15 vereadores eleitos.

Em Abreu e Lima, o prefeito Pastor Marcos José (PSB), o vice-prefeito Marcos Siqueira e onze vereadores tomaram posse à tarde, na Câmara Municipal. No mesmo local ele deu posse aos secretários municipais.

Pela segunda vez consecutiva, Mário Ricardo (PTB) e a vice Elcione Ramos foram empossados pela vereadora mais votada de Igarassu, Maria dos Prazeres (PT). Após a cerimônia de posse, o prefeito se dirigiu à sede da Prefeitura, onde discursou para a população.

Mosar Tato, novo prefeito da Ilha de Itamaracá, o vice-prefeito George Baiá e nove vereadores foram empossados na sede da Câmara Municipal em meio a grande expectativa por parte da população.

Em seus discursos de posse, a maioria dos prefeitos enfatizaram a necessidade de se ajustar aos novos tempos, prometendo fazer o razoável com os poucos recursos que estarão disponíveis. “O tempo é de trabalharmos cada vez mais com responsabilidade fiscal sem esquecer das necessidades da população”, afirmou o prefeito de Abreu e Lima, Marcos José.

 

Dos prefeitos citados que tomaram posse, apenas José Tenório e Mosar Tato são estreantes no cargo. Júnior Matuto, Marcos José e Mário Ricardo estão no segundo mandato.



COLUNAS


OPINIÃO