Notícias da Web

EDITORIAL - ABRIL

Os 100 dias de Paulo Câmara

 

O governador de Pernambuco Paulo Câmara chegou aos 100 dias de gestão. Trata-se de uma marca consagrada pelos especialistas em administração pública que demonstra a que veio determinado governante. Neste período, dá para avaliar se o gestor público vem dando conta do recado, isto é, se ele está conseguindo colocar a máquina administrativa para funcionar ou se não leva jeito para a coisa.

Após enfrentar um início de governo turbulento, com problemas nas áreas de educação, saúde e principalmente segurança, Paulo Câmara, aos poucos, vai conseguindo contornar os problemas. Ele está conseguindo imprimir sua marca pessoal, apesar das comparações com o ex-governador Eduardo Campos, que o lançou na política. Uma das ações que estão ajudando o governador a melhorar seus índices de popularidade é sem dúvida o programa Todos por Pernambuco, que consiste de reuniões em cidades-polo, nas quais o gestor e seus secretários ouvem as reivindicações da população e das lideranças locais, visando implemantar ações goernamentais, principalmente obras. Já foram realizadas reuniões em cidades como Caruaru e Garanhuns.

Com o objetivo de dar visibilidade ao seu nome, Paulo Câmara vem realizando encontros com lideranças nacionais como os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, além do governador de São Paulo Geraldo Alkmin. Esses econtros, além de render aparições na mídia, servem para imprimir uma personalidade própria ao governador.

Tido por muitos como um político sem expressão, uma mera cria de Eduardo Campos, Paulo Câmara vem demonstrando que tem personalidade própria e capacidade de liderança. Se continuar agindo desta forma, certamente alçará voo próprio, liderando o PSB no estado, partido que ficou órfão de comandante desde a morte de Campos.


COLUNAS


OPINIÃO